DESCENDENTES DE IMIGRANTES Afro-Caribenhos - conhecidos por barbadianos

A Diáspora afro-caribenha para as regiões amazônicas ocorreram por volta dos período de 1873/1912.

Na região norte do Brasil, essa diáspora, até hoje, mantém fortes expressões; principalmente, nas regiões amazônicas do Pará, Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre, com a importante qualificação da mão-de-obra barbadianos na construção do maior empreendimento do período, a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (E.F.M.M.), desencadeando outros benefícios a partir dessa presença, principalmente, nas áreas da saúde, da educação e da religiosidade.

Atualmente, a maior parte das famílias encontram-se em Porto Velho, Manaus e Belém. 

Os Barbadianos eram os mais destacados dos antilhanos. Por isso a generalização. O que significa que nem todos eram nascidos de Barbados. 

Leia mais:

Carol de Ana
Encontro das famílias barbadianas
Letícia
Luzia Maloney
DSC00926
Ursula Maloney
Bubu Johnson